fbpx

Qual a influência da internet no comportamento dos filhos?

Design sem nome (2)

Este artigo traz uma reflexão sobre a influência da internet no comportamento das crianças e jovens. Saiba como prepará-los para o mundo virtual!

Na nossa sociedade hipermoderna, a internet tem influenciado cada vez mais o comportamento das pessoas. Especialmente neste ano, devido à pandemia e ao distanciamento social, o nosso tempo em frente às telas aumentou e com os nossos filhos não foi diferente. Então, como podemos prepará-los para enfrentar os desafios deste mundo virtual?

Quem influencia nossos filhos?

A forma de se relacionar mudou. No passado, tínhamos grupos de amigos que confiávamos, o convívio era bem próximo, nossos pais sabiam com quem nós andávamos, podiam até não gostar da nossa companhia, mas conheciam a todos, ou seja, eles sabiam quem eram os nosso maiores influenciadores. Além disso, esse processo de construção de amizade e influência levava um tempo para acontecer.

Hoje, quem são os maiores influenciadores dos seus filhos? Eles não são mais tão palpáveis e conhecidos nossos assim. São os influencers, os blogueiros, aquelas figuras públicas da internet e, também, os amigos virtuais. As redes sociais, a velocidade com que tudo acontece na internet e a cultura que vivemos fez com que tudo se tornasse diferente nesta nova era digital. 

Inegavelmente, tudo isso tem mudado a forma como eles reagem aos relacionamentos e ao mundo que os cerca. Relacionamentos começam e terminam na mesma rapidez que um clique, a fama é cada vez mais momentânea, tudo se tornou mais descartável e, também, mais difícil de confiar. Os pais precisam estar atentos a tudo que que as crianças e jovens consomem na internet, a fim de ajudá-los no discernimento de todas essas informações.

Os desafios da internet podem impactar no comportamento dos filhos?

Ao passo que a internet foi ganhando o mundo, as pessoas querem ser notadas nas redes sociais, sobretudo, buscam formas de ganharem mais likes, aumentar sua visualização, com isso, surgiram também os desafios que são lançados na rede.

“Nas sociedades tradicionais, os jovens eram submetidos a ritos ou provas para se tornar adultos. Quanto menos ritos de passagem as sociedades ocidentais dispõem, mais os jovens tentam inventar provas para chamar a atenção” (G1 Globo)

Por isso, os jovens buscam cada vez mais esses desafios. Quem não se lembra do desafio do “Harlem Shake” do músico Baauer que se tornou viral na internet em 2013? O desafio levou várias pessoas a gravarem vídeos dançando a música e publicarem em suas redes sociais.

De acordo com youtube, foram publicados mais de 12 mil vídeos, gerando mais de 44 milhões de visualizações, ou seja, foi um desafio que influenciou muita gente ao redor do mundo.

Mas é necessário pensar nesses desafios de maneira crítica, pois podem também influenciar o comportamento de crianças e adolescentes de maneira negativa, levando a comportamentos destrutivos.

Os efeitos da cultura do cancelamento. Você sabe o que é cultura do cancelamento?

Desde 2019, surgiu na internet o termo “cultura do cancelamento”, definido dessa forma pelo dicionário Macquarie (o dicionário seleciona expressões que mostram o comportamento das pessoas na atualidade). 

Cancelar alguém na internet pode ser considerado como uma espécie de boicote por comportamentos que algum grupo ou alguém considere ruim, ou inadequado, e partir daí nasce uma espécie de justiça para apontar os erros da pessoa cancelada e fazer com que, supostamente, ela pague pelo que fez.

Este cancelamento também pode acontecer sem razões maiores, apenas pelo fato de expor um posicionamento político ou a opinião sobre algum artista da atualidade. A partir do momento do cancelamento, é como se a pessoa cancelada não pudesse mais ser aceita na sociedade, sendo esculachada nas redes sociais.

E é aí que entra a influência da internet na vida cotidiana dos jovens: muitos deles se apropriam da cultura do cancelamento e levam esse comportamento para a vida real e passam a cancelar pessoas por divergências de ideias, repetindo comportamentos observados no mundo virtual.

As crianças e adolescentes também podem ser vítimas, alvos da cultura do cancelamento e isso pode gerar um grande impacto emocional, levando a quadros depressivos ou outros problemas emocionais, como ansiedade e estresse.

Sabendo o poder da influência da internet, como ajudar seu filho?

Umas das competências socioemocionais a serem desenvolvidas nas crianças e jovens é o pensamento crítico, que poderá ajudar no discernimento de informações disseminadas todos os dias na internet e nas redes sociais.

O pensamento crítico ajudará seu filho a pensar por si mesmo, sem se deixar levar pelas influências digitais.

Com o pensamento crítico, os jovens se tornam mais conscientes e terão autonomia para agir em uma tomada de decisão. Eles conseguirão filtrar com mais facilidade aquilo que é saudável e o que não é, seja na internet, seja no dia a dia.

Dicas de como ajudar seu filho a ter pensamento crítico

Hábito da leitura

Estimular nas crianças o hábito da leitura vai ajudá-las a não aceitar qualquer informação que tenham contato, fará com que elas melhorem a interpretação de texto e analisem criticamente tudo que acontece no mundo ao seu redor.

Incentive o questionamento

O canal Futura, há algum tempo, criou uma propaganda com a seguinte mensagem: “não são as respostas que movem o mundo, são as perguntas”. Estimular as crianças a perguntarem faz com que elas ganhem repertório de mundo e questionem tudo o que encontram na internet, além de entenderem que o mundo virtual é diferente do mundo real.

Trabalhe a argumentação

Converse com seu filho sobre vários assuntos, questões sociais que impactam o mundo e estimule-o a emitir a sua opinião sobre esses assuntos, isso irá contribuir para o desenvolvimento cognitivo dele e para a formação do pensamento crítico.

Promova debates

Trabalhe a argumentação com seu filho, promova debates em casa sobre o que acontece na internet com ajuda de toda a família conversando sobre o tema. Peça para que cada um elabore uma solução para o problema envolvido, dessa forma, você estará trabalhando também outra competência importante: a resolução de problemas.

Faça passeio educativos

Para ajudar seu filho a desenvolver sua próprias opiniões sobre as coisas, promova passeios educativos, como museus e bibliotecas de sua cidade.

Todos sabemos que estamos em uma era na qual dormimos e acordamos conectados, por isso é extremamente importante refletir sobre o que mudou, quais comportamentos surgiram e como os pais podem ajudar seus filhos a estarem preparados para este novo mundo. 

E aí, gostou do artigo? Esperamos que ele possa lhe ajudar a entender um pouco mais sobre a influência da internet no comportamento dos filhos.

Open chat

Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0